DF fica abaixo da meta no IDEB

Na última segunda, 03 de setembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) divulgou as notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e os resultados são alarmantes para o Brasil e para o DF, que ficou abaixo da meta no Ensino Médio e nos anos finais do Ensino Fundamental.

O IDEB é a combinação de desempenho escolar e fluxo (percentual de alunos que passam de ano). Uma escola de qualidade é aquela em que o aluno aprende o que deve ser aprendido na idade certa.

É urgente melhorar a aprendizagem de nossos alunos. Para tal, precisamos investir nas escolas com os piores rendimentos, oferecer melhores condições aos nossos professores e investir na estrutura das escolas para que nossos estudantes tenham cada vez mais condições de aprender.

Escola em tempo integral também deveria ser uma realidade de todas as escolas, o que ampliaria o tempo de aula dos alunos e permitiria um currículo com maior diversidade, com artes, esportes, ciência e formação profissional, dentre outros.

No Distrito Federal, três instituições se destacaram nos anos iniciais do fundamental: Centro de Ensino Fundamental 6 de Brasília (CEF 6), Escola Classe 11 de Sobradinho (EC 11) e Escola Classe 308 Sul (EC 308). Parabéns aos professores e gestores pelo empenho e, mesmo diante das dificuldades enfrentadas, conseguiram excelentes resultados em suas escolas.

A atuação dos parlamentares do DF em relação à educação é pífio. Cristovam Buarque, que diz defender a educação, aprovou o congelamento dos gastos da educação nos próximos 20 anos; Izalci é dono de escola privada no DF, quanto pior a escola pública, melhor para ele.

O Congresso Nacional precisa ser um parceiro na melhoria da educação, não um estorvo. Me ajude a ir para lá para fazer isso, votando 50(61) no dia 07/10.

 

 

*Foto: Rodolfo Buhrer

2018-09-06T13:42:42+00:00